segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

" N E X " Santuário das onças no Brasil

O NEX tem como filosofia proteger as nossas florestas, a fauna silvestre e promover a educação ambiental, é obrigação de toda a sociedade brasileira. Esta ação envolve a nossa própria sobrevivência porque somos parte da natureza que nos cerca e nos provê de tudo.

O equilíbrio da natureza requer de nós sabedoria, e não uma atitude de domínio.

A situação em que se encontram os felinos da nossa fauna nos sensibilizou e resolvemos dirigir todos os esforços em favor desta causa.

No início do ano 2000 foi iniciado o planejamento do NEX assim como a criação de estrutura apropriada na fazenda de propriedade de Cristina Gianni, hoje Presidente do NEX, que fez a "cessão legal de direito de uso" dos espaços físicos necessários para a implantação do projeto, em detrimento do seu próprio patrimônio pessoal.

Cientes da abrangência e complexidade deste trabalho, desde o seu planejamento e legalização até a elaboração e execução de cada projeto, enfrentamos as dificuldades acreditando que nada é impossível quando se é voluntariamente solidário.

A sensação de gratificação não tardou porque conseguimos iniciar nosso trabalho de proteção aos felinos ao mesmo tempo em que promovemos o desenvolvimento da comunidade residente no entorno da nossa sede.

Nossa missão

Na área ambiental:

Como foco principal nosso objetivo é a preservação e defesa dos Felídeos da fauna silvestre do Brasil em processo de extinção.
São oito as espécies ameaçadas que têm a nossa proteção:

panthera onca (onça pintada)
felis concolor (onça suçuarana)
leopardus pardalis (jaguatirica)
leopardus wiedii (gato maracajá)
hepailurus yagouaroundi (jaguarundi)
oncifelis colocolo(gato palheiro)
oncifelis geoffroyi (gato do mato grande)
leopardus tigrinus (gato do mato pequeno)

Na área social:

O entorno da "Fazenda Preto Velho", caracterizado como área rural, tem uma população extremamente carente e desassistida.

Além das famílias de trabalhadores, que residem nas fazendas da região, existe o Povoado de Aparecida de Loyola, formado por 87 famílias que ali fixaram residência, totalizando 465 pessoas que vivem em condições críticas de pobreza, desemprego e absoluta falta de perspectivas.
ESPECIES AMEAÇADAS:
FELINOS SILVESTRES BRASILEIROS

A Família Felidae, atualmente está dividida em três sub-famílias, 18 gêneros e 36 espécies. No território brasileiro ocorrem naturalmente oito espécies:

Sub-família Felinae (pequenos felinos):

· Hepailurus yagouaroundi (jaguarundi, gato-mourisco);

· Leopardus pardalis (jaguatirica);

· Leopardus tigrinus (gato-do-mato-pequeno);

· Leopardus wiedii (gato-maracajá);

· Oncifelis colocolo (gato-palheiro);

· Oncifelis geoffroyi (gato-do-mato-grande)

· Puma concolor (suçuarana, puma, onça-parda);


Sub-família Pantherinae (grandes felinos):

· Panthera onca (onça-pintada, onça-preta)

A sede onde está implantado o Criadouro Conservacionista fica no Município de Corumbá de Goiás, na “Fazenda Preto Velho”, a 80km de Brasília.

Telefone: (0xx61) 9223-4141

Site: http://www.nex.org.br/quemsomos.htm